9.8.13



Querida Inês,

És crítica. Passas a vida a anotar os erros dos outros. E justificas-te. Dizes ter uma espécie de benção no que toca a agir assim, porque na verdade poucos foram os erros que cometeste.
Estás errada.
Dói saber que erras. Eu sei o quanto dói.
Estás num ponto da tua vida em que "perdes" tempo a desfolhear as páginas do teu passado. Procuras feridas. Feridas que te façam viver algo. Feridas essas que teimas em curar.
Que feridas? - Ora aqui está mais um dos teus erros. Dares palavras negativas às coisas que um dia foram tão não negativas.
Questionas-te: O que me fez deixá-lo? , O que me levou a excluí-la da minha vida?, Terão sido assim tão graves e imperdoáveis os erros que eles e elas outrora cometeram?,  De que valeu o meu pedaço de orgulho até hoje, até este exato segundo em que respiro?.


Parte do teu problema é saberes as respostas.

Sem comentários:

Enviar um comentário

YOU are here. Thanks for that.

 
Designed by Beautifully Chaotic