5.9.14

TELL ME WHO YOU ARE #1

Acho que nunca vos falei de uma pessoa aqui. Faltava-me realçá-la, porque ela também o faz com a minha vida. Aliás, fá-lo há bastante tempo. 6 anos? O tempo passa à velocidade da luz. Passa e com ele levou muitas coisas, mas deixou-te ficar. Há coisas indescritíveis. E a nossa amizade é certamente uma delas.
Apresento-vos a minha melhor amiga, Patrícia.


Tem um estilo muito bohemian. Sempre que a vejo faz-me lembrar a praia.
 Ela tem esse poder, de trazer o Verão aos nossos dias.


É loira, mas esperta. Descontraída, mas atenta. Calada, mas com muito para dizer. 
(O colar que está a usar foi-lhe oferecido por mim nestas férias. Foi escolhido com base na sua paixão pelo surf.)


Nos seus olhos podemos ver onde reside a sua humildade bem como grande parte da sua ingenuidade. A Patrícia é uma das pessoas que mais tendo a proteger. Essencialmente por saber que ela nunca o faria. Sempre que ela deve um escudo a si mesma, acaba por o oferecer a alguém. Tudo metáforas que ela bem entenderá. Acho mesmo que o seu maior defeito é permitir que a fragilizem. Mas também sei que começa a batalhar contra isso porque uma das suas melhores características é ouvir. 


Não é uma pessoa muito exigente. Sabe aceitar aquilo que a vida lhe dá, sem se resignar só porque sim. Quando chega a minha casa, pergunta sempre: Onde há comida? 
E desde que haja leite e cereais no armário ela torna-se numa criança feliz.


Uma das coisas que mais a caracteriza é o riso
Partimo-nos a rir sempre com a forma como ela explode. Ou melhor, implode. 
Acreditam que ela se ri em silêncio?! É um fenómeno, eu sei. Devia estar no livro do Guinness.


Se ela tivesse que sair de casa em dois minutos e se estivesse mesmo muuuuuito frio (tomemos o exemplo de um dos dias de Inverno deste ano) vestiria muito provavelmente umas calças de ganga (estilo jeggins), um top (leram bem, um top), umas botas e um casaco de ganga. É verdade. As temperaturas negativas parecem não a atingir, em qualquer altura do ano, especialmente no Inverno, o que sinceramente me faz redobrar o frio que sinto, sempre que olho para ela.
Quanto à maquilhagem, acho que optava por um daqueles cremes que dão uma certa cor à pele, um pouco de rímel e concluía o look ainda no carro, retocando os lábios com o seu habitual batom de cieiro cor-de-rosa, enquanto punha o cinto e claro, habitual de Patrícia Coutinho: guiando-se pelo ecrã do telemóvel.


Começo por dizer que tenho imenso orgulho nesta foto. Está tão à America Next Top Model.
Um dos seus recentes sonhos é conseguir ser aprovada numa agência de modelos. Desde que a conheço que já a vi ser abordada umas cinco vezes na rua por olheiros que a elogiavam durante cerca de um minuto - porque por mais irónico que isto agora pareça, ela despachava-os sempre. Nunca gostou muito da ideia de um estranho a estar observar (a ela e ao seu corpo) e aproximar-se dela com intenções de a levar a um casting. Acho que foi exatamente por isso que sempre ignorou a possibilidade de fazer disto carreira ou simplesmente um hobby. Porém, estamos sempre a tempo de recuperar ou recriar sonhos. Por isso, ela sabe que a apoio nisto a duzentos por cento.



Além daquilo que já referi, ela tem também uma característica importante: é paciente. E isso vê-se na quantidade de acessórios que usa diariamente. Eu não teria a paciência que ela tem para me enfeitar de fios e anéis giros. Por vezes, até tento mas acabo sempre por os atirar para dentro da minha mala, a meio do dia. E é nesse momento que Luísa Patrícia me invade a mala e os coloca um a um em si, só para fazerem companhia aos restantes que já traz consigo.


Esta foto faz-me lembrar da serenidade que ela possui. Mas também da preguiça que a caracteriza. 
Se deixarem cair algo ao chão ou se houver louça suja na banca, não se preocupem! Porque ela também não o vai fazer! Para fazermos esta rapariga mexer-se precisamos apenas de duas coisas: comida e um gato a afogar-se (ou algo do género)
Ela adora gatos. Tem dois em casa. Um chama-se Thiuk e o outro chama-se Gordo. Que nomes tão divinos, ha?


Se ela pudesse escolher uma coisa para comer para o resto da vida, isso seria...
as comidas da minha mãe! 

Se tivesse que escolher o seu snack mais estranho, eu diria:
Pão de leite com mostarda



Tem sardas e adora-as! Acho que é uma das únicas pessoas que conheço que realmente adora tê-las.


Um dos seus maiores complexos sempre foram os seus dentes (apesar de eu nunca ter achado que precisavam realmente de uma reparação). E por isso, esta miúda tem há já alguns meses o seu sorriso super metálico...e detesta-o.


É uma destruidora de unhas profissional. 


Adoro aquele sinal de nascença no pescoço. Acho que a torna única.


Anda sempre com três fiozinhos - do género destes da foto - ao pescoço. Uma prancha, um búzio e um hamza. Tudo símbolos que revelam o seu gosto pela praia, pelo surf e, bem, o hamza acho que só o usa mesmo porque é uma peça lindíssima.


E estas somos nós! Juntas, inquebráveis, cómicas, amantes de maquilhagem, felizes e com uns centímetros de altura de diferença, mas comuns em muitos outros aspetos. Aspetos esses que nos tornam únicas, mas também as melhores amigas à face da Terra.
Obrigada por permaneceres. 

I love you blondy.

Forever and always,

Your bestfriend.


(Se quiserem saber mais sobre a nova rubrica, cliquem aqui.)

2 comentários:

  1. R: Sim, já ouvi dizer! Aiai, se não entro fico de coração partido x)

    ResponderEliminar
  2. Que lindo Nês :))
    Faz mesmo ver que são melhores amigas e que a conheces bemm! Olha, eu só de ir ao teu instagram já sabia que eram as melhores amigas, hihi :p

    beijitoss :*

    ResponderEliminar

YOU are here. Thanks for that.

 
Designed by Beautifully Chaotic