2.9.14

WISHLIST | Levar os meus avós ao MacDonald's


Quase 70 anos de existência e nem um Happy Meal?!

Não podia. Não estava certo! Os prazeres da vida existem e um deles começa por M. Os meus avós tinham que o conhecer. 
Fiz questão de no dia anterior avisar que iam almoçar fora - Nada de bacalhau nem de massa para amanhã vó! Vou levar-vos a um sítio. E só tenho uma regra: não podem dizer que não.
Intrigados (e com uma pontinha de orgulho por a neta mais velha se lembrar deles) aceitaram a minha proposta. E assim que a minha Nonó (aka the cousin) soube que íamos ao sítio preferido dela, passou a ser também minha convidada.

Não sabiam muito bem como se colocar na fila. Nunca se viram noutra. Olhavam as cores, as pessoas a entrarem e a sairem e fitavam todas as hambúrgueres e gelados deliciosos que se encontravam bem por de cima da cabeça dos empregados. Confiaram em mim e ouviram-me, de forma mesmo muito atenta, a fazer os seus pedidos. O menu escolhido foi o McChicken, o meu preferido (a partir deste dia acho que também é o deles).
Assim que chegamos à mesa, cada um pousou o seu tabuleiro e escolheu o lugar a gosto. Encaravam a ementa, perguntando-se como haviam de começar a comer. Percebi nesse momento que o mundo é uma constante novidade. Que não importa que vivamos até aos cem anos, ainda assim não saberemos as instruções do jogo. 
Disse-lhes para comerem como se fosse um sandes e que despejassem as batatas no sítio onde vinha o hambúrguer e o resto... era só desfrutar! Filmei a reação deles e farto-me de rir, vezes e vezes sem conta, com as suas caras de aprovação. Porém, entre verem a minha avó com molho de salsa no canto da boca e verem apenas estas fotos, achei mais conveniente a segunda opção.

Não é engraçado como quando descobrimos novas coisas voltamos a ser crianças, de novo? O entusiasmo nos olhos deles era incrível.

As suas reações foram impagáveis. Vou repeti-las na minha cabeça até adormecer e, aí, saberei que o meu dia valeu a pena, por estar rodeada de pessoas que não só confiam em mim como me aceitam como sou. Podiam ter-se recusado a satisfazer um capricho meu. Podiam não gostar que lhes tirasse fotografias. Mas são os meus avós. São o exemplo perfeito de que quem ama submete-se a estas brincadeiras. 

Aqui ficam algumas das fotografias do dia de hoje:

Obrigada por serem grande parte daquilo que sou hoje.

Amo-vos.

Eternamente,

A vossa neta.


2 comentários:

  1. Deve ter sido mesmo engraçado! :p
    Por acaso achei que não me conseguisses reconhecer pela fotografia x) mas obrigada pelas tuas simpáticas e generosas palavras, Inês :)
    Um beijinho*

    ResponderEliminar

YOU are here. Thanks for that.

 
Designed by Beautifully Chaotic