2.5.15

Se o meu Abril coubesse nestas 9 imagens



Abril, para mim, é sempre um mês longo. E não parece, mas é. É um mês bonito, começa a ter cor. Faz-nos pensar no Verão e nas coisas boas que podem vir a acontecer, junto com ele. 

Em Abril, a minha câmara fotográfica não teve descanso! Fui em busca de novos sítios. 
Percorri o Cais, parei por Alvalade para conhecer a Padaria Portuguesa (falei sobre isso aqui) e como não podia deixar de ser, ainda fui dar uma espreitadela às ruas do Chiado.

Estudei, estudei e estudei. Foi um mês de muita acumulação de conhecimentos, sem dúvida alguma! Entre apresentações de trabalhos, testes de histologia e claro, ainda o regular estudo para os exames que estão à porta. Abril tirou-me algumas horas de sono, mas também me acrescentou uma grande vontade de chegar ao fim. De ser mais. De dar o meu melhor. 

Abril foi bom porque me deu algum tempo pelo bom Norte, com os meus. A Páscoa foi minha amiga nesse aspeto e tive ainda uns dias de folga que a faculdade assim me deu. Bem o merecia há muito, já que não tive direito a férias de Natal, nem de semestre sequer. (Aliás, eu e a minha coletânea de amigas, que vivemos na Nerdlândia.) Enfim! Na vida não pode haver muito lugar para queixas. Faz-se porque se gosta. Odeia-se porque chateia. Mas sobretudo faz-se porque se gosta!


OS DESTAQUES VÃO PARA:

1. A cantina vegetariana da minha universidade; acho realmente uma ótima aposta para todas as faculdades! Saudável, completa e acessível.

2. O Pleno Tisanas de Limão e Camomila; uma bebida fresca, boa para se beber quer seja às 8 da manhã ou às 8 da noite. Fiquei espantada com o sabor. Pelo nome pensei que ia saber demasiado a chá, mas enganei-me! É um sumo leve e mais saudável que qualquer gasosa que vos acompanhe à hora da refeição. 

3. O hambúrguer Pulga Atrás da Orelha da Dona Maria Pregaria; por dois motivos: o queijo e o novilho casam perfeitamente e é um dos hambúrgueres mais acessíveis da hamburgueria famalicense. Por 7.50€ podem experimentar este belíssimo menu. (podem vê-lo na última coluna da colagem)

4. Chamam-lhe dragon fruit ou simplesmente pitaia; este é talvez o meu destaque pela negativa. A fruta tem um aspeto demasiado cativante. E por isso, somente por isso, estava na minha wishlist há já algum tempo. Eis que surge a fruta no pingo doce da minha terra e eis que a minha mãe, conhecendo demasiado bem os meus mini-desejos, resolveu trazê-la para um jantar. Explodi de alegria quando a vi e ainda tirei umas fotos para registar a tão famosa aparência desta fruta. Não explodi assim tanto quando a provei. Não tem qualquer sabor. É fresca, tem algumas sementes que são naturalmente saudáveis e que regulam o trato intestinal pelo que se sabe, mas nada mais do que uma bela fruta. Além disto, é uma peça cara. Está a 14€ o kg.


E pronto, deixo aqui os meus votos para um Maio cheio de fotografias inspiradoras e um bom tempinho que tarda a chegar (vá lá, já chega de dias cinzentos!) e que tenho a certeza que me iria ajudar a passar melhor esta fase stressante de exames. Boa sorte a todos aqueles que vão passar pelas mesmas torturas académicas e ainda uma palavra de conforto para todos os estudantes que estão realmente saturados do secundário e que, nesta altura, de certeza que se encontram cheios de medos e dúvidas em relação ao fim dele. O melhor conselho que eu vos posso dar, se é que vale de algo é: 

Confiem em vocês mesmos. Esclareçam todas as vossas dúvidas acerca do ingresso no Ensino Superior, porque às vezes uma ficha mal preenchida ou até mesmo uma informação mal dada pode colocar-vos numa posição delicada. Lembrem-se: é o vosso futuro. Se há momento para se importarem realmente com o vosso "amanhã" académico é este. Não desistam de um curso antes das primeiras e das segundas fases, nem mesmo anos depois delas. 


Se sonham é porque é possível. Corram atrás daquilo que é possível. Força!


1 comentário:

YOU are here. Thanks for that.

 
Designed by Beautifully Chaotic