12.7.15

PERSONAL | Sobre e Para Mim



Neste ano, aprendi imenso sobre mim e sinto que cada vez me conheço melhor e, além disso, acho que o facto de isso acontecer faz com que cada vez mais tente ceder aos meus desejos e fazer-me mais feliz. É como se eu estivesse numa relação muito simples e serena comigo mesma e finalmente estou a dar um passo em frente e a entender a mulher, a irmã, a profissional e até a aventureira dentro de mim, entendem? 



10 COISAS QUE HOJE SEI SOBRE A INÊS QUE SOU

1. Gosto de cores claras, seja Verão ou Inverno. Cores pastéis, combinações entre amarelos torrados e cor-de-rosas bebés ou então verde tropa com brancos. 

2. Adoro massa! Lasanha. Massa de todos os tipos. Crepes. Tudo o que tenha uma boa massa, sem ser propriamente uma massa, é benvindo.

3. Sou uma pessoa das manhãs. É claro que me custa a sair da cama e é óbvio que é difícil ser-se completamente humana quando se acorda antes das 8 mas a verdade é que consigo relacionar-me bem com as pessoas de manhã bem como me sentir motivada antes de estar totalmente desperta. 

4. Alimento-me de desafios. 30% de medo de não estar à altura, 30% de vontade de desistir e 40% de motivação! É quase sempre assim. Quanto maior o objetivo, maior o receio do insucesso. Descobri que é este meu medo que me ajuda a ser melhor no que faço e não é o fator que piora tudo como achava há bem pouco tempo.

5. Ponho demasiada pressão em mim. Este meu defeito acho mesmo que será eterno. Mas tenho vindo a corrigi-lo. Já me prejudicou imenso porque eu tinha esta ideia estúpida de que não podia falhar ou pelo menos achava que não iria saber lidar com isso. Então sempre que tenho uma responsabilidade associada inteiramente a mim sinto que não sou suficiente, que vou desiludir-me. Enfim. Um monte de coisas que estorvam mais do que decoram a casa, entendem? 

6. Não tenho músicas favoritas. Qual é a tua música favorita? Acho esta uma das questões mais difíceis de responder. Normalmente, ou digo nenhuma ou invento que tenho uma e uns segundos depois arrependo-me porque na verdade não era bem aquela a música que eu mais gostava porque há sempre outra melhor. Resumindo, adoro vários artistas e tenho uma admiração mais forte por um ou outro mas não me apego demasiado a só um cantor ou a apenas um estilo musical e, por isto, quando a questão é lançada perco-me na minha playlist mental infinita.

7. Sou demasiado simpática, às vezes. Eu gosto de dar uma boa parte de mim a quem conheço e, por isso, não tenho como costume começar logo com centenas de pedras na mão. Não. Sou uma pessoa afável e acolhedora no que toca a relacionar-me com pessoas com quem tenho pouca confiança. E isso, por vezes, pode fazer com que essas mesmas pessoas não peguem assim tão leve comigo. E é por isto que, por vezes, por acharem que eu sou essa pessoa disponível e simpática acham também que não sou uma pessoa que diz Não assim com facilidade. E quando o faço sinto que as pessoas nunca estão preparadas ou não querem estar e isso cria um impacto negativo acerca de mim nelas.

8. Interajo bem com as pessoas. Acho que isto acontece porque as sei ler. Sou uma pessoa que olha demasiado nos olhos. Tento sempre falar mesmo com uma pessoa e não só escutá-la ou olhá-la. A linguagem corporal de uma pessoa também é comunicar como sabem, e acho-a importante no que toca a percebermos como se sente a outra e o que tem para dizer que não está a dizer totalmente. Não sei como o explicar mas sinto-me capaz de, numa conversa, perceber muito mais do aquilo que me é dito.

9. Depois de jantar, só há duas coisas que consigo comer: bolo de chocolate e chocolate. Apesar de estar constantemente a limitar-me um bocado no que toca a gordices porque tenho uma saúde a manter, esta é uma das únicas vezes em que deixo os limites fora da cabeça e como uma bela fatia de bolo, sem arrependimentos!

10. Adoro luz! Já fui a sítios ditos incríveis mas não me senti incrível e tudo porque faltava luz. Um desses sítios foi a Padaria Portuguesa do Saldanha, por exemplo. É claro que uma esplanada resolve sempre o problema mas, para dias em que se quer fugir ao calor, um sítio mais coberto e com luz seria perfeito. E é por isto também que amo demasiado a casa da minha avó! Se há sítio mais bonito e puro de tanta luz que tem é aquele céu no centro de Famalicão, acreditem.

4 comentários:

  1. São coisas muito interessantes e é sempre bom conhecer-nos melhor :)

    ResponderEliminar
  2. Sou como tu, também adoro todos os tipos de massa :)
    Gostei do post.
    Beijinhos,
    Cherry

    http://lifeofcherryblog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Confesso que também sou pessoa de cores claras, independentemente da estação do ano :p

    ResponderEliminar

YOU are here. Thanks for that.

 
Designed by Beautifully Chaotic