4.9.15

BEY's birthday | 4 songs, 4 messages


Hoje é um dia especial! E para o comemorar, resolvi fazer mais um post dedicado a ele. Falo de quatro músicas da Bey que me inspiram pelas grandes mensagens que transmitem. Fiquem a conhecê-las:






A verdade é que existem sim pessoas insubstituíveis, mas também existem umas poucas que estorvam mais do que decoram a casa, como costumo dizer. E então em relações amorosas, as coisas complicam-se. Tem que existir algo entre duas pessoas e esse algo jamais pode tornar-se numa acomodação. Não somos sofás! Precisamos de algo que nos motive a querermos ser um alguém especial para a outra pessoa, a partilharmos parte de nós, a cedermos. E, quando isso não acontece, o melhor que se tem a fazer é ... a mala! To the left, to the left, please.




Eu acho o poder deste vídeo incrível! Tem uma mensagem que é passada de uma forma genial. Se o virem, vão perceber que a Beyoncé faz uma espécie de inversão de papéis entre o que é ser homem e mulher. Vira homem, por sinal um homem machista, que não importa as infidelidades que comete, é sempre encoberto, silenciado, como se nada estivesse errado. Sem uma chamada de atenção, sem olhares terceiros. E, no fim, assistimos à reposição dos papéis e caímos em nós, nas pequenas desiguldades entre sexos que ainda nos limitam, por vezes mais do que pensamos. Seja na profissão ou no amor. Vejam o vídeo com olhos de ver e escutem-no à séria. Vão perceber que ele não tem de ser polémico, porque na verdade denuncia apenas uma realidade que apesar de já melhorada, é-nos muito familiar, ainda hoje.




Este vídeo, além de passar, de uma forma bem simples, uma filosofia brutal acerca do que deve ser o feminismo, realça também o poder feminino que temos, todas as manhãs, em levantar-mo-nos e fazer parecer, em minutos, que tivemos um belo sono e que temos umas belas vidas. 

Para mim, faz-me lembrar aqueles minutos difíceis de aplicação do eyeliner em frente ao espelho que, no fim do dia, compensam, quando me sinto bem na minha própria pele. Cause we flawless and we literally woke up like this


United Nations World Humanitarian Day Performance Video


Um dos meus vídeos favoritos. Tão mas tão especial. Arrepiei-me a primeira vez que o vi e, ainda hoje, a sensação é a mesma. Transmite uma mensagem tão minha, sem ser minha. Uma mensagem para o mundo, para a alma. Se me perguntassem qual canção descreveria toda a minha vida, eu escolheria, sem pensar muito esta!

Aliás, foi a partir dela que comecei a perceber como descreveria aquilo que sempre quis para mim: ser especial. deixar pegadas que me relembrassem. fazer algo por alguém. fazer algo por mim. pelos meus. Foi ela que me deu a injeção de inspiração que precisava para este mundo fantástico que é a blogosfera. 

O título do blog denuncia-me. Sejam felizes e façam-no assegurando que não são esquecidos. Marquem as vossas vidas com conquistas e deixem um bocadinho delas por toda a parte. Sejam a coisa mais simples e natural da vida: vocês mesmos. Estejam aqui


2 comentários:

YOU are here. Thanks for that.

 
Designed by Beautifully Chaotic