2.11.15

INSTAGRAM | Outubro


OUTUBRO 2015// Entre cadeiras novas, testes semana sim, semana não - ou às vezes, sempre - e viagens (muitas!) de ida e volta, consegui parar algumas vezes e reservar algum tempo para mim, ainda que tenha achado muito difícil fazê-lo. Neste mês, esforcei-me mais para não me focar tanto no que tem que ser e mais naquilo que eu devo e tenho o direito de sentir: tranquilidade no meio do caos.




A novidade. Outubro trouxe-me novas cadeiras: Farmacologia, Microbiologia e Bioquímica Fisiológica. De uma certa forma, foram elas as culpadas pelas minhas rotinas mais condensadas! Tive que reaprender a esmagar o dia e dobrá-lo em três, para conseguir fazer tudo o que queria. Mas fascinaram-me. Farmacologia tem sido mais chata, admito. Gosto de a aprender mas os testes dão cabo de mim, ainda que os tenha de 2 em 2 semanas, é-me sempre muito difícil estar preparada - como eu gosto de estar - para eles. Micro superou as minhas expectativas. Tenho um professor incrível que faz apresentações sobre o tema da aula ainda mais incríveis e termina-as com um slide cheio de piadas geniais sobre bactérias. Na primeira aula, fez logo questão de nos pedir imenso para o tratarmos pelo nome e não por professor. Tem a especialidade de Reumatologia e percebe-se facilmente nele um ser fantástico, que compreende mais do que era expectável o que é estar deste lado. Precisava mesmo de um professor assim. Que nos deixe à vontade e que nos faça sentir Medicina em cada explicação pormenorizada que dá. Por fim, tivemos um cheirinho de Bioquímica Fisiológica e não podia ter sido melhor. Tal como uma pessoa especial me disse um dia: Bioquímica Fisiológica é Medicina a Sério. E é mesmo. Estou a adorar especialmente estas duas. Mas um dia falo-vos melhor deste meu primeiro semestre. Há muito para contar!


O Outono. Não há Outono como no meu Norte. Cada vez me convenço mais disto, quando chego a casa e lhe sinto o cheiro. Ele está na temperatura, nas pessoas, nas montras, nas folhas. Em todo o lado. Em Lisboa, vem bem mais disfarçado e chegou mais tarde também. Em Lisboa, Outono significa manhãs geladas e tardes de manga curta. Foi uma coisa que me chateou (muito!) neste mês, principalmente pela falta de guarda-roupa que acompanhasse as mudanças.

Tivemos direito a um lanche. Uma das coisas que me entristece mais por estar a viver longe é obviamente o tempo perdido com os meus. A Patrícia é uma das melhores pessoas da minha vida e não poder estar com ela as vezes que eu gostava de estar rouba-me ânimo. Mas consegui! Consegui pelo menos um lanche com ela, este mês. Numa tarde chuvosa, acompanhada de um chocolate quente e num dos sítios que mais gostamos de estar. Eu sei que ela entende a minha distância e os meus Não vou poder e saber que isso é sincero reconforta-me. Por isso, se estiveres a ler isto, fica a saber que se pudesse mandar na minha vida, isto era uma das coisas que eu alterava.

As séries. Já tinha saudades desta sensação de episódios a sairem do forno. How to Get Away with Murder e Grey's Anatomy foram deliciosas de se assistir. Como não consigo estudar intensamente no comboio, esse é o momento escolhido para me alimentar delas. Ajudam-me a esquecer as três horas de viagem.

A segunda-feira. Com o meu super horário, tenho ido para Lisboa apenas às segundas à noite. A semana fica bem mais curta e o miminho de fim-de-semana prolonga-se. Happy kid!

A festa académica. A minha faculdade organiza poucas festas, é um facto. Andamos demasiado tempo dentro de livros e festas não é connosco. Mas quando é, é! Houve Arraial e jantarada pré-festa.

O estudo. Um dia, fico mesmo sem pestanas. Não quero fazer de mim a vítima desta história, mas ...sou! Há que admitir que o estudante de medicina sofre e muito! Não houve um único dia em que pudesse arrastar os livros para o lado e dizer: Hoje vou dedicar-me a mim mesma. Não. Foi um mês muito exigente a nível de preparação de testes, trabalhos e mesmo das aulas propriamente ditas. Por tudo isto, começo já a sentir a síndrome Quero o Natal. Quero mesmo aproveitar as duas semanas que estarei por casa para recarregar energias para a época de exames que se avizinha. O segundo ano está a ser desafiante. Apesar de a mentalidade ser outra e a preparação também, a dificuldade em estar em todas frentes e ainda não perder a sanidade mental, é real.

Dei uma entrevista especial. Tive o enorme prazer de ser convidada pelo blogger por detrás do blog Brisa Passageira e, ainda mais, em ter a oportunidade única de acompanhar todo o feedback que recebemos. Estou mesmo muito orgulhosa daquilo que fizemos, Jota. Saibam tudo AQUI.

Uma opinião sobre o novo cantinho de maquilhagem da H&M que foi uma das mais visualizadas do mês. O que me deixou feliz, porque normalmente não sou fã destas publicações que "aconselham" a compra de certos produtos. Sinto sempre que há algum interesse publicitário por detrás e tenho sempre algum receio que as minhas opiniões não parecem credíveis por isso mesmo. 

Consegui um passeio por Lisboa, numa tarde em que decidi que estava farta das paredes da biblioteca e voilà. Lá fomos estudar para o Starbucks e acabamos a tarde no Saldanha, a comer um belo croissant com chocolate, no Choupana.

O Halloween! Eu e o meu grupo de amigos costumávamos ter sempre uma mini tradição de ir de porta em porta famalicense pedir doces. Éramos inocentes e tínhamos boas intenções. Algumas pessoas chegavam a dar-nos mesmo dinheiro quando não tinham doces e lá íamos nós à meia-noite em ponto partilhar uma pizza com essa mini fortuna que tínhamos ganho. Bons tempos! Este ano teve que ser diferente. Estudo a mais, tempo a menos. E resultou numa sessão a duas, com direito a fondue de chocolate e marshmallows! Foi bom. A minha mãe surpreende-me sempre. Ela sabe o quanto eu gosto destas coisas. E se eu não ia ao Halloween, então ele teria que vir até mim!


D E S T A Q U E S

Matilda, dos Alt-J
Same Old Love, Selena Gomez
Hello, Adele
Playlist My Coffee House, no Spotify


Outros etcs aleatórios:

RANDOM: um site que usamos na faculdade para fazermos sorteios, esqueçam os papelinhos!

A nova coleção da secção HOME da Primark virada para a minha época do ano favorita: o Natal.

A app Boomerang, criada pelo Instagram.

O Netflix. Aderi ao mês gratuito e as impressões são, por agora, más. A maior parte das séries que sigo não existem ou não estão atualizadas. A qualidade de imagem não é assim tão boa e, em suma: não me vale muito a pena.


E foi assim. Mais um mês de obstáculos, mas também menos um mês deles. Digo baixinho para mim: Está quase, está quase. Digam vocês também! 

8 comentários:

  1. Foi um mês bastante preenchido! Espero que novembro te traga muitas coisas boas e que consigas ter mais tempo para ti. Adorei as fotografias, para variar! Beijinho (:

    ResponderEliminar
  2. Ainda bem que li a tua opinião sobre a Netflix, estava super tentada a experimentar. Era mais por causa das séries, mas se não estão actualizadas e a qualidade nao é assim tão boa, não vale a pena. Ha maneira de as ver na mesma aqui pela internet, pelo menos para já :D Também costumava ir pedir doces às portas na noite de Halloween, mas à anos que não o faço :) beijinho

    The eyes of a Mermaid


    ResponderEliminar
  3. Se instalares o tunnelbear, consegues aceder ao netflix de outros países (como os eua) e tens acesso a todas as séries actualizadas. A única "coisa chata" é que as legendas são em inglês. Mas se te sentires à vontade nesse campo, é na boa :)

    ResponderEliminar
  4. Olá Inês!
    Em Setembro do próximo ano, espero estar a entrar em Medicina, na tua faculdade (se bem que já me pareceu mais perto, as coisas não estão a correr pelo melhor este ano, mas a esperança é a última a morrer, certo?).
    Adorava que fizesses um post sobre o 1ºano e claro sobre este primeiro semestre, onde falasses "do que ninguém fala", as dificuldades, as coisas melhores, essas coisas.

    É só uma sugestão e, claro, para quando tiveres tempo.

    Beijinhos e tudo a correr bem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá! É normal que haja sempre uma descida das notas e tudo já não parecer tão certo mais. Mas vai dar certo. Esquece o que está a correr mal e foca-te no que podes fazer de verdade para o alterar.
      E sim, claro, a esperança tem que ser a última a ser descartada. Tudo é possível, as médias mudam, os exames mudam, viramos especializados em fazê-los aliás! Tudo muda num ano e nada está acabado antes do fim.
      Por isso, até lá, tudo é possível :)

      Obrigada pelas sugestões. A verdade é que já falei sobre esses temas, como convidada no blog Lucky13. Vou colocar aqui o link para dares uma vista de olhos.

      Quanto ao 1o semestre deste ano, vou fazer de tudo para falar da minha perspetiva acerca dele, nas minhas férias de Natal.
      Fico contente que o meu testemunho te interesse realmente. Muito obrigada!

      E boa sorte para essa caminhada. O segredo está na atitude positiva e nas pessoas que a mantêm à tua volta.

      Espero ver-te mais vezes aqui pelo blog e, quem sabe, daqui a um ano, me venhas dar boas novidades, como aluna da FML. :)

      Eliminar
  5. Sempre em grande! E sempre culta quando falas das tuas cadeiras e matérias novas :DD

    ResponderEliminar
  6. Podes-me aceitar no instragam? Ângela Ferreira de Sousa

    ResponderEliminar

YOU are here. Thanks for that.

 
Designed by Beautifully Chaotic