22.11.15

To Do Before Bed


Todos nós guardamos hábitos. Todos nós somos somas de rotinas bem diferentes consoante os dias e o estado de espírito. Todos nós reunimos pequenas coisinhas que nos fazem sentir bem. Hoje, trago-vos aqui algumas das coisas que faço já inconscientemente, mas que me ajudam a viver melhor, sobretudo na hora de dormir .



1. O poder de um banho. Eu cumpro esta todos os dias. Mesmo que não saia de casa, mesmo que esteja num dia de muita preguiça. É uma parte da rotina obrigatória, que me ajuda a sentir-me bem comigo mesma. Primeiro, porque obviamente vivo numa cidade bem mais poluída do que deveria ser e ando de transportes frequentemente. Segundo, porque liberta a mente. Parece estranho, ha? Mas depois de um dia stressante, é o banho o ingrediente secreto. É um tempo muito terapêutico, digo-vos já. Se repensarem o vosso dia, é este o verdadeiro e único tempo que têm dedicado a vocês. Só a vocês. Sem pessoas. Sem som. Só vocês e os vossos pensamentos do que correu bem, do que foi ótimo e do que foi péssimo. 

2. O jantar. Esta tem uma enorme importância. Se têm que se deitar mais cedo que o costume, esforcem-se para jantarem a tempo de fazerem uma boa digestão. Se têm que se deitar às 22h, tentem jantar por volta das 19h. Ou se isso for impossível - porque sei que há dias assim - não jantem à séria. Comam a chamada "coisa leve" pelas avós e mães deste mundo. Uma peça de fruta ou outra coisa que seja de fácil digestão. O nosso corpo é uma máquina, vocês sabem-no. Se houver "corrente elétrica" (em forma de glucose aos montes) suficiente para a fazer mexer, ela não vai parar. E isso vai implicar deixar-vos acordados até que a corrente seja insuficiente ou, então, oferecer-vos uma grande dor de barriga. 

3. O desistir dos livros pelo menos 20min antes do sono de beleza. Para mim, esta é a mais difícil de se fazer. Porque quando temos grandes coisas a acontecerem e que exigem a nossa maior preparação, o primeiro instinto é querer fazer, é sobrecarregarmo-nos com tudo ao mesmo tempo e até não dar mais. Mas não pode ser. Aplicar a regra do "Amanhã é outro dia" e deixar o estudo para trás é a melhor coisa que eu tenho feito neste ano. Uma coisa com a qual eu "sofria" era a síndrome da noite anterior à apresentação. O que acontecia era que eu ficava até à hora de deitar a estudar as minhas falas e, depois, quando queria dormir, só conseguia pensar naquilo que ia dizer. Pensava nos slides, inventava uns fails que me aconteciam a meio da apresentação e a história de terror não terminava. Já falei disto com outras pessoas e percebi que passavam pelo mesmo. Mas ninguém merece esta tortura! E, por isso, decidi criar a minha fórmula relaxante de não fazer muito. Li uma, duas vezes a apresentação, compreendi-a, sei o que devo dizer no tempo certo, treinei 2 vezes, correu bem. E chega! Apesar de nos deixar mais livres de pensamento no dia da apresentação, porque não insistimos em dizer aquilo que está excessivamente decorado, vão ver que o sono agradece! E é claro que estes 20min incluem distrações da mente: saiam do vosso drama do dia, vão ver vídeos cómicos ou liguem a uma pessoa que sabem que vos vai fazer rir, de forma a que o último pensamento antes dos olhos fecharem seja um dos bons.

4. Estiquem os lençóis. Esta é totalmente patrocinada pela minha mãe. Desde pequenina, que sei que a teoria dela é que um belo sono vem depois de uma bela cama. E acreditem, faz mesmo a diferença prepararmos uma superfície plana antes de deitar. Isto e sacudir a almofada de forma a distribuirmos bem o volume dela ou virarmos o lado da mesma para variar o molde em que espetamos a cara, todas as noites.

5. Construam um ambiente calmo, silencioso e escuro à vossa volta. A verdade é que nós somos mesmo um conjunto fascinante de moléculas que reagem entre si e em (tentativa de) coerência com o ambiente externo. Naturalmente, produzimos uma hormona - a melatonina - que regula o nosso ritmo biológico. É ela que dita quando as pestanas se beijam e a respiração fica bem mais calma. E a sua ação é mais que estimulada por sítios com pouca luz e silêncio. Sabe-se que até um aroma diferente do habitual ou um aumento da temperatura podem mesmo levar à dimuição da produção desta hormona. A Ciência diz-nos que temos esta miúda a comandar as tropas do nosso descanso, mas somos nós que temos o verdadeiro poder de a estimular a adormecer-nos. Por isso é que o ambiente no vosso quarto deve ser sempre o mais pacífico que conseguirem estabelecer e é por isto que também nos aconselham a pôr uma pernoca de fora quando estamos com uma mega insónia, de forma a disseminar o calor que está a retrair a melatonina de nos tornar numa verdadeira Bela Adormecida.

6. E se eu não conseguir adormecer? Na minha opinião, uma boa respiração é uma das coisas mais valiosas no que toca a influenciar a fisiologia do nosso corpo. E eu compreendo que hajam diferentes graus de Eu não consigo adormecer, mas respirem fundo, inspirem e expirem. Fechem os olhos. Concentrem-se nisso durante cerca de um minuto. E ao mesmo tempo, pensem que é temporário, que vai passar e que, não tarda estão a ressonar. Se a coisa estiver mesmo má, não adianta estarmos a olhar para o nada. Mais vale obrigarmo-nos a levantar e a procurar alguém para falar sobre o que nos preocupa. Ajuda sempre repartir os problemas. (Isto dava para outro post) Nos entretantos, se não houver ninguém para falar, agarrem numa chávena e façam o melhor chá de camomila de sempre. Vai ajudar sairem da zona de descanso, onde se estavam a sentir mal, e gastarem alguma energia e tempo em vocês. O truque está em distrairem-se e o sono há-de regressar.

7. A hora de acordar. Comecei a fazer isto este ano e sinto algumas diferenças. Acordar todos os dias por volta das 8h30. É o meu mote. Mesmo que haja uma aula só às quatro da tarde, levantem-se a uma hora fixa. Vai ajudar a terem ciclos de atividade mais contínuos e estáveis. Nunca li isto em lado nenhum, mas comecei a fazê-lo instintivamente e senti que melhorou a minha "rentabilidade" diária. E é claro que as 7-8h de sono são para cumprir, se não não há cérebro que aguente.

8. E por fim, o encarar o dia que aí vem. Os pensamentos mais ridículos e confusos surgem nos primeiros minutos em que recuperamos a nossa consciência. Inventamos ideias, coisas que aconteceram, perguntamo-nos que dia é hoje, o que é que tenho que fazer, para onde vou, onde fica a minha casa de banho, ups pisei um chinelo, etc. Somos estranhos, é verdade. Mas nada melhor que acordar e perceber aquilo que vai acontecer no nosso dia. E pode parecer stressante, mas nada temam! Olhem-se no espelho, interpretem-se, percam alguns segundos a encarar a vossa pele, o vosso cabelo, a vossa expressão. Estão felizes? Dormiram bem? Estão onde querem estar? Vão para onde deveriam estar a ir? E se entenderem que não, hoje é o dia para o alterarem.

10 comentários:

  1. Gostava de conseguir cumprir todos estes pontos :)

    ResponderEliminar
  2. Tomar banho e deixar os pensamentos seguirem o ritmo da água é, deveras, muito bom e relaxante. Não há momento do dia em que eu não anseie o meu tempo a sós comigo mesma. E não há nada que mo impeça de fazer. Sou como tu, mesmo que fique o dia todo na preguiça, tomar banho é uma prioridade.
    E eu não sabia que colocar a pernoca de fora dos lençóis diminuía a insónia :O. Agora sim existe uma explicação científica do porquê de eu inconscientemente colocar a minha perna ao relento ahah
    Gostei imenso desta publicação. Como vês, identifiquei-me imenso. :D

    Beijinhos.

    avidadelyne.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Amei este post, está mesmo muito bom :))

    ResponderEliminar
  4. Acabo por fazer isto tudo antes de ir dormir :)

    ResponderEliminar
  5. Identifico-me em quase todos os pontos!! :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Adorei este post. Obrigada pela partilha. :)

    ResponderEliminar
  7. Já perdi a conta às vezes em que prometi a mim mesma acordar cedo, mesmo que não tenha aulas, para terminar algo que deixei por fazer na noite anterior por estar na hora de ir para a cama, só que nunca consegui cumpri e à uma coisa chamada quartas académicas que me estraga o sistema porque chego tarde por isso tenho de acordar tarde...
    Um bom banho antes de dormir é mesmo remédio santo e quando era pequena o secador fazia-me sono xD
    Quanto ao não conseguir dormir, já sofri mais com isso ao ponto de começar a chorar e acordar a pobre da minha mãe porque eu não conseguia dormi e não queria estar sozinha...
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  8. não consigo acordar cedo a não ser que tenha mesmo que ser, pode ser que um dia consiga ser como tu nês :p

    ResponderEliminar
  9. Existem hábitos que, antes de serem hábitos, temos de nos comprometer a fazer determinadas coisas para mudarmos o nosso estilo de vida. Mas os hábitos que tu tens são muito bons!

    ResponderEliminar
  10. Acho que não consigo jantar tão cedo :p até porque a minha vida tem sido uma correria desde que comecei a estagiar. E chego tarde a casa e caminho demasiado cedo. Mas tenho sempre tempo para banhos relaxantes desses :DD

    ResponderEliminar

YOU are here. Thanks for that.

 
Designed by Beautifully Chaotic