22.12.15

Life is about moving on, am I right?



Há uns tempos atrás, falei-vos de uma relação falhada. Para quem não conhecia ainda o blog, ou para quem andou um pedacito distraído, saibam do que vos falo aqui

Hoje, venho apresentar-vos o meu Galaxy. Foi a minha prenda de Natal antecipada e estou mesmo muito grata por ele. Por todos os motivos que já me conquistavam no meu ex-ex-telemóvel, venho falar-vos de mais uns quantos que me fascinam neste. Escolhi trazer-vos este tipo de publicação mais geek e que, habitualmente não veriam aqui pelo She, porque é Natal e, porque apesar de faltarem apenas três dias para O Dia, esta publicação pode ainda servir de ajuda para quem anda indeciso entre um iPhone e um belo Samsung. como é o caso do meu. 

Senhoras e senhores, entrem na minha versão mais cor-de-rosa da tecnologia.




get to know my 
SAMSUNG GALAXY s6




Começo pelo exterior. Toooooda a gente sabe que o exterior é o menor na pirâmide das importâncias, seja a descrever um telemóvel ou a falar do vizinho do lado. Mas a verdade é que importa! E este telemóvel merece um realce para esse aspeto. 

A Samsung andou a pensar, a pensar e a pensar... e chegou à conclusão que algo precisava de mudar. Começou pelo design. 
  • A COR. Se repararem, este é o primeiro Galaxy que vem com uma cor dourada lindíssima. 

  • A ESPESSURA. É fininho, como nunca ninguém o viu! Isto porque os iPhones ganhavam (e continuam a ganhar) neste departamento. A cada segundo, a Samsung perdia imensos clientes pelo tijolo que um bom Samsung (por dentro) representava.
  • O TAMANHO. Eu não sou fã de telemóveis grandes. Corrijo. Eu não era. Com este, foi-me fácil ignorar este aspeto, por todos os outros pontos positivos que me fizeram apaixonar por ele, de imediato. Acho que só no dia seguinte me apercebi que tinha comprado um telemóvel grande, pela primeira vez. O fenómeno.
  • AS APPS gratuitas. 54. São 54 os filtros que eu tenho disponíveis no VSCOCam. E tudo porque consegui associar a minha conta atual à que já possuía do meu ex-ex-telemóvel. E a grande maioria deles são totalmente gratuitos. Para uma instagramodependente como eu, o VSCO é uma relíquia.
  • O ALARME e  o TOQUE à minha escolha. Finalmente, a minha mãe pode ligar-me ao som de Beyoncé e posso acordar com a pacífica voz de James Bay.
  • A MEMÓRIA. 128 Gb de músicas infinitas, fotos da minha vida e vídeos do Diogo a ser ridículo como só ele sabe ser. Este ponto é mesmo muito importante para mim. E digo-vos já que a Samsung melhorou também este ponto ao erradicar, por completo, o uso de cartão de memória neste telemóvel. É verdade! E isto é ótimo e, mais uma vez, vai de encontro àquilo que a Apple já nos tem vindo a oferecer, tendo em conta que se provou que muitos dos problemas técnicos associados aos nossos smartphones provinham mesmo da existência deste pequenote. Solução? Eliminar o cartão. Aumentar a memória interna. Inês Satisfeita com o Melhor dos Dois Mundos.
  • A CÂMARA. Esta miúda faz os meus dias. Acreditam que já nem a minha Canon - que eu estimo e preservo com todo o amor do mundo - ultrapassa esta? São 16 Mpx que me fazem feliz por poder fotografar com a maior luz e definição os meus melhores momentos. Tem até uma função que nos ajuda em dias maus. A câmara frontal faz uma espécie de autophotoshop e vocês vão assustar-se. Mas vão gostar! (não que nenhuma de nós precise. Eu, pessoalmente, não costumo usar por parecer demasiado irreal, mas não deixa de ser engraçado experimentar! A minha avó então... adora ver as rugas a desaparecerem) Ah! e quase me esquecia de referir a função espetacular que tem de, através de 2 cliques no botão principal, ir diretamente ter à câmara. Não é fantástico? Nunca mais perco as expressões incríveis da Nina (aka cadela da Nonó) que ela faz em 2 microsegundos e, no microsegundo seguinte, já está a correr atrás de uma mosca.
  • O SUPORTE. Os brasileiros chamam-lhe "ter uma boa pegada". A verdade é que é muito fácil manusear este telemóvel. É como se tivesse sido feito para encaixar na nossa mão. E acreditem que isto conta muito para uma pessoa que não se ajeitava nada com a falta de "curvas" do iPhone 5s.

Ainda vos deixo aqui uma visão tripanorâmica (esqueçam o Google, esta palavra não existe mesmo) do meu Galaxy (já com outro fundo, não fosse eu a rainha das mudanças do wallpapper).


E fico-me por aqui nos elogios. Não me quero alongar muito, se não isto acaba por parecer mesmo pura propaganda. Esta é simplesmente a minha experiência com o Galaxy mais querido dos últimos tempos e respetiva opinião sincera. 

No fundo, adoro o meu telemóvel por tudo isto que referi e ainda por tudo o que no post relativo ao meu divórcio com o iPhone, felizmente, já não acontece. 



Alguém que tenha um gémeo deste miúdo por aí e que me queira integrar num imeeeenso mar de truques e dicas que eu ainda não conheço? Fico à espera.

5 comentários:

  1. Queria muito ter um porque é um telemóvel fantástico.

    ResponderEliminar
  2. É tão mas tão bonito! Wowo acho que me apaixonei pelo teu novo amor!

    ResponderEliminar

YOU are here. Thanks for that.

 
Designed by Beautifully Chaotic