5.1.16

COLLEGE | 12 coisas que talvez (AINDA) não saibam


"Sai do frio, que ainda apanhas uma pneumonia!" Sabiam que isto é um mito? A pneumonia tem como agentes etiológicos bactérias, vírus ou até, em casos de indíviduos imunodeprimidos fungos. E nada terá que ver com a chuva que caiu naquele dia ou com a "corrente de ar" que apanhamos. A correlação da pneumonia com as baixas temperaturas pode apenas ser válida no sentido de promover condições favoráveis à permanência do microrganismo no corpo humano. Há várias maneiras de contrairmos estes agentes e elas passam sobretudo pela microaspiração dos mesmos, levando à infeção das vias respiratórias baixas, como os alvéolos, os bronquíolos e o interstício pulmonar. 

Sabiam que...?


1. Uma pessoa estar infetada com o vírus HIV não é sinónimo de ter SIDA. A SIDA é a Síndrome da Imunodeficiência Severa Adquirida e é a demonstração tardia - e, hoje em dia, dificilmente alcançada ao longo da doença - do vírus. Daí que, muitas das vezes se diga que não se morre da SIDA, morre-se sim das infeções oportunistas que vão surgindo ao longo da expressão da doença.

2. A infeção por HIV-SIDA é uma doença que continua a não ter uma cura definitiva. Porém, a pessoa infetada com HIV é hoje mais "facilmente" tratável. Um professor que respeito imenso, Dr. António Pais Lacerda, chegou uma vez a dizer que um doente infetado com HIV, nos dias de hoje, é como um doente que sofre de diabetes. Tem que seguir à risca uma série de procedimentos, mas viverá a vida como qualquer outro. 


3. Sabiam que uma amigdalite poderá estar na origem da febre reumática? (que, por sua vez, resulta da nossa resposta imunitária exacerbada contra o microorganismo que provoca a amigdalite e que pode ter efeitos nefastos ao nível do coração, como a endocardite.)

4. A diabetes mellitus tipo I chama-se assim porque, à data, classificaram-na tendo em conta o sabor da urina dos doentes. Pelos vistos, saberia a mel. Daí a origem do nome. (A imagem que acabei de vos plantar na cabeça é incrível, eu sei.)


5. Espremer uma borbulha pode - e já aconteceu - levar a uma tromboflebite da veia facial. E tudo porque é um vaso bastante superficial na face e que, por esse motivo, pode incorporar algum agente bacteriano que tenhamos nos dedos com que decidimos espremer a dita cuja. Moral da história: não espremam borbulhas!

6. O Paracetamol tomado em conjunto com bebidas alcoólicas pode levar a hepatoxicidade.

7. Vómitos e dor aguda no tórax. Estes dois sintomas combinados podem indicar que a pessoa está a sofrer um enfarte da parede inferior do miocárdio. E isto tudo porque é simplesmente nesta região - na parede inferior do coração - que há uma enorme densidade de recetores nervosos que, por sua vez, induzem também o peristaltismo do esófago, bem como a motilidade intestinal e gástrica, incentivando a que, numa situação de enfarte dessa parede - e portanto, de isquémia do miocárdio - sejam como que ativados esses recetores e, assim, induzido o vómito. Sintoma este que parece muito distante de um quadro de enfarte cardíaco.


8. Um dos primeiros sintomas de dor que surgem  numa apendicite são sentidos em redor do umbigo e não na fossa ilíaca direita (= quadrante inferior direito do abdómen, onde normalmente está localizado o apêndice). E tudo porque, de uma forma simplificada, os nervos que inervam a pele da região umbilical "transportam" informação nervosa dos nervos que são responsáveis pela inervação do apêndice, transportando assim a informação de dor - provocada pelo aumento do apêndice - para o umbigo.

9. A primeira coisa com que somos gozados nas primeiras semanas do curso é acerca da existência de uma apófise vaginal. "Apalpa a apófise vaginal da tua colega, vá lá." E os caloiros ficam assustados. Como não ficar? Mas a verdade é que a apófise vaginal é uma estrutura óssea que pertence a um dos ossos do crânio - o esfenóide (que é este osso assustador em forma de borboleta aqui abaixo). Lá escondidinha, pequenina. E completamente inofensiva.



10. Muitas das gastroenterites que certamente já contraíram (ou que virão a contrair, um dia) vieram diretamente do corrimão da escada rolante ou do lavatório onde a pessoa que utilizou a casa de banho antes de vocês teve a infelicidade de passar a mão e, por sua vez, vos contaminou as mãos. E, de seguida, uma mão vai à boca ou porque roem uma unha ou porque esfregam um olho e... o resto já sabem como termina. 


11. A toma conjunta de esomeprazol (antibiótico usado no combate à azia) e da pílula desfaz o efeito desta última. Isto foi uma chamada de atenção que a minha professora de Anatomia Clínica fez este ano e fê-lo muito bem. Estejam atentas - e atentos, para quem tem a namorada nesta situação - e alertem as pessoas acerca disto. Falem com o vosso médico, procurem outras soluções, nomeadamente a mudança do antibiótico e, claro, o término do esomeprazol.

12. Se já se perguntaram porque é que têm um testículo mais descaído do que o outro, esta é para vocês. Se repararem na imagem, a veia espermática esquerda (assinalada com um círculo, a preto) faz quase um ângulo reto e deposita-se naquele ponto assinalado. O facto de ela fazer aquele ângulo, em oposição à veia espermática direita que é mais linear, faz com que esta fique mais "pesada" e incentive o testículo esquerdo (normalmente) a ir atrás da Sra. Gravidade. (didn't see that coming, Inês)




E assim termino a minha divagação de conhecimento, com esta bela - e grande - imagem anatómica. 


Muitas das coisas que partilhei aqui convosco fascinam-me mesmo, sobretudo por introduzirem novidade e contradizerem muitas das ideias pré-feitas que tinha acerca de variados temas. 

O que é que foi mais surpreendente ou bizarro e o que é que já conheciam desta lista?

18 comentários:

  1. Aquela dos diabetes acabou comigo. Achei esta lista, no mínimo, fascinante!

    xoxo, Soraia

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito deste post! :D Óbvio que já estava alerta para quase tudo desta lista, mas, tal como tu, sou suspeita!
    Beijinho*
    P.S.: Adorei o facto de comparares o esfenóide a uma borboleta porque, para mim, sempre foi um morcego! xD

    ResponderEliminar
  3. Como lidei com Anatomia, Farmacologia, História da Medicina e da Farmácia, Patologia e Fisiologia, não houve assim uma que me surpreendesse totalmente, aliás, algumas como a Diabetes já é piada no nosso curso (lá iam os pobrezinhos provar a urina para ver se sabia a mel x) )
    Mas acho fantástico esta partilha porque existem detalhes das tuas curiosidades que realmente as pessoas ainda pensam que são verdade ou que teimam naquele mito. E é uma mais valia porque, ao contrário do que acontece connosco, as pessoas não têm a obrigação nem a coincidência de saber todas estas coisas. É uma mais valia sempre e um bom momento de curiosidades :D

    ResponderEliminar
  4. Honestamente não conhecia nenhum destes factos !! Adorei este post..super interessante! =) Eu tive pneumonia há uns anos atrás e lembro-me de na altura, os meus pais me darem um sermão, porque de certeza que tinha sido por andar à chuva e ao frio que tinha ficado assim. AHHA acho que eles têm de vir ler este post!
    Beijinho ;)

    http://nuancesbyritadias.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Dessa lista só sabia o mito da pneumonia e do frio, os tópicos sobre o HIV e que alguns antibióticos cortam o efeito da pílula. O resto foram surpresas :)

    Outra coisa super interessante e útil que aprendi dos meus amigos médicos/estudantes de medicina foi que o componente principal do maxilase só serve para ajudar a dissolver a saliva e que os médicos costumam receita-lo às crianças só porque os pais ficam em pânico se ouvirem que o melhor é esperar que o corpo da criança combata as constipações sozinho. :)

    ResponderEliminar
  6. adorei o post :) acho que devias fazer mais posts destes porque são coisas que realmente interessam, mesmo que não interessem (upps, já não sei o que digo). por muito que isto não me vá, talvez, servir de nada, fiquei colada a ler isto, a sério (:

    ResponderEliminar
  7. Algumas coisas eu já sabia (apesar de ser de letras, cresci no meio clínico e entre vocábulos "estranhos" apropriados à área) mas adorei saber outras tantas e dou-te os parabéns por fazeres publicações mais técnicas e científicas de vez em quando. É bom, no meio das minhas leituras, encontrar publicações que vão para além do quotidiano de quem as escreve :)

    ResponderEliminar
  8. Conhecia alguns mas achei fascinante, muita coisa não me passava pela cabeça!
    Faz mais post destes, são realmente interessantes!!!

    ResponderEliminar
  9. Tinha conhecimento de pouquíssimas! Obrigada pela partilha!

    ResponderEliminar
  10. A da pneumonia não fazia ideia - e muitas das outras também!

    ResponderEliminar
  11. Algumas coisas já conhecia , outras ainda não, mas agora fiquei a saber.
    Achei fantástico este post :)

    ResponderEliminar
  12. São coisas que também me fascinam, pela mesma razão que a ti!
    Mas não conhecia a 8, acerca "dos primeiros sintomas de dor que surgem numa apendicite" :)

    ResponderEliminar
  13. O ponto 10 dá comigo em doida! Quem vai comigo a algum lado e tenta na sua inocência colocar as mãos no corrimão, tira-a logo. Olham muito admirados e eu só lhes digo: as pessoas não lavam as mãos. Vão ao wc (fazer várias coisas) e não lavam as mãos. Comem e não lavam as mãos. Espirram ou tossem e não lavam as mãos.
    Lol, isto até pode ser paranóia mas...ewww!
    E a dos diabetes por acaso não sabia o porquê do nome haha

    ResponderEliminar
  14. ADORO ler publicações com este tipo de curiosidades!
    Sabia de dois e fiquei especialmente chocada com a da diabetes (incluindo a imagem que se formou na minha cabeça ahahahahah)

    ResponderEliminar
  15. Que bom post! Não conhecia o teu blog mas fico por cá!

    Oh pá a da diabetes...caramba...e obrigada pelo aviso da pílula! Porque é que ninguém nos diz isto quando a vamos buscar, caramba? xD

    Jiji

    ResponderEliminar
  16. Para ser sincera, só sabia dos números 2 e 8 - de resto não fazia ideia. O dos diabetes, como deves calcular, surpreendeu-me (a bem dizer vou ficar com esse estranho facto na cabeça o resto do dia, o que não é de todo agradável! haha). O da borbulha também me espantou, nunca pensei.

    Um post super interessante e útil! Há coisas que não nos passam pela cabeça, de facto. Continua com estes posts :)

    ResponderEliminar
  17. Infelizmente sofri do nr. 3 à bem pouco tempo --'

    ResponderEliminar

YOU are here. Thanks for that.

 
Designed by Beautifully Chaotic