17.7.16

O (MEO) MARÉS VIVAS



Prometi que vos falava da minha primeira experiência num festival e aqui estou. Desde a comida, às filas de espera e ao ambiente que se vive num evento deste tipo... venham saber tudo!


Chegamos por volta das 16h e a fila era gigaaaaaaaaaaaante. Ficamos uma hora a admirar o quanto a fila crescia, as pessoas que desfilavam por ela e ansiamos muito a nossa entrada. Erro nosso não levar uma garrafa de água e uns snacks para a espera. Estava muito calor mesmo! Por isso, para a próxima, não esquecer.



Mal entramos, foi como ver a luz ao fundo do túnel. E o que vimos foi a banca da Somersby. Nunca desejei tanto Somersby como ontem. E a nossa entrada foi bem simpática, recebemos logo um monte de chapéus e outros acessórios. Uns olás agradáveis e... tudo estava bem!

Fomos logo conhecer todo o recinto, desde sítio para comes e bebes, wc's e ainda, claro, o palco... aquele palco que seria o spot da noite: o Palco Meo


Como tinha tentado descrever-vos, o meu outfit primou pelo branco e fresco. Não me arrependi de o ter usado! Para a próxima, não me esqueço do protetor solar e do bronzeador, porque acreditem que com o sol que estava, podia bem ter arrancado um belo bronzeado.


O festival foi em Vila Nova de Gaia, e Vila Nova de Famalicão não só tem parentesco no nome como fica a meia hora de carro de Gaia. Num instante, pusemo-nos lá e, claro, muitas foram as caras conhecidas que por lá vimos. O ambiente foi mesmo acolhedor, deu para rever amigos e não só! Conheci uma blogger: a Catarina Gomes, do My Favorite What If! Foi muito bom falar com ela, é uma simpatia. E fiquei só um bocadito triste porque, apesar de tão perto que estávamos, não consegui ver o Jota, a Letícia e a Ju. Mas tenho a certeza que a vida nos apresentará, um dia! Foram todos pessoas muito importantes para mim na minha caminhada pela blogo e não vou nunca esquecer-me de como me influenciaram a ser a blogger de hoje.


O tempo estava incrível. Dengaz começou a uma hora mesmo boa, em que um sunset belo belo belo nos veio visitar. Por falar em Dengaz, tenho a dizer-vos que só conhecia uma música e ainda assim consegui dançar e saltar à brava. Fiquei - surpreendentemente - fã da energia da banda.

Falando um pedacito de outras coisas... 
1. Resolvemos, estrategicamente, jantar à hora de Jimmy P, porque era um músico que não nos interessava e assim evitamos as filas.
2. Os WC eram ótimos. Estavam em bom estado e ainda nos forneciam papel higiénico à entrada. Um grande like para isto.

OS IT's DA NOITE //

O James introduziu-se a cantar. Não disse Oi nem Estou aqui para arrasar, não! Simplesmente, arrasou. Eu, pessoalmente, acho-o demasiado amoroso e pedia um bocadinho de mais interação com o público. Porque, o que comentei com o meu grupo de amigos foi que para o ver atuar daquela forma ia ao youtube e passava um vídeo dele. Não querendo ser dura com o James, porque realmente ele tem um tom apaixonante e canta na perfeição - ouvi-lo não foi desilusão em momento algum, a voz e o talento estão lá! - , pedia mais palavras. Tipo um "Olá Inês que estás aí na plateia, algures, esta canção é para ti, miuda" era só isto que pedia...


Eu já era fã de Kodaline mas ontem saí do Marés fãzona. O Steve é o que eu gosto de chamar #theboynextdoor. Tem um charme muito natural e nota-se que é uma pessoa simples e cativante. Tem um sorriso tímido e sabe fazer vibrar o público. Fez-nos torcer por Portugal, congratulou-nos por sermos os Campeões Europeus e ainda nos disse o quão bom é atuar para nós, um povo tão querido para ele. Acho que é unânime: a noite valeu por esta banda. E mesmo o meu irmão, que já teve a oportunidade de os ver este ano no Coliseu dos Recreios, ficou maravilhado, de novo! Eles têm algo.



 E assim dei início à aventura que quero que este Verão seja.  Venham mais dias assim!

8 comentários:

  1. Eu pessoalmente não ligo a Kodaline, mas a tua descrição fez-me sorrir muito, pela forma cativante e deliciosa com que escreves. É muito bom quando artistas, quer sejam do nosso gosto ou não, apreciarem e falar bem do nosso país e comunicar com o público. Tenho pena do James Bay não ter falado muito. Ele parece amoroso e um tanto tímido.
    Ainda bem que a tua experiência foi maravilhosa! :)

    ResponderEliminar
  2. Agora fiquei triste, pois, tenho a certeza que estive a dois metros de ti e, com a dúvida, não te fui cumprimentar. Adorava ter-te conhecido pessoalmente, porém, pelo que escreves fico sempre a sentir que te conheço cada vez melhor. Mais oportunidades virão.
    Ainda bem que te divertiste. Como tu, achei os concertos muito bons apesar do James Bay ter interagido menos do que era esperado. Contudo, todos os momentos foram mágicos e cativantes!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. oh, que pena...! estas coisas são sempre complicadas, muito mais para ti que realmente nunca me viste em muitas fotos por aqui, é difícil perceber se vamos fazer figura de parvas ao abordarmos uma pessoa ou se realmente é ela mesmo.
      Fico feliz que gostasses de me conhecer e eu tenho a certeza que é mútuo :)
      Concordo, Joana!

      Eliminar
  3. Por incrível que pareça nunca fui a um festival de verão :p

    P.S. Alterei o URL do blogue. http://omundoencantadodatulipanegra.blogspot.pt/
    Para voltares a receber as notificações sobre as novas publicações basta adicionares o link anterior à tua lista de leitura =)

    ResponderEliminar
  4. Gostei muito de ver esta publicação! Também farei uma sobre a minha experiência daquele dia de festival! :D
    Fiquei mesmo triste por não te ver mas, passo a expressão, há mais marés do que marinheiros! :p
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  5. eu também fui e como sabia que ias tentei procurar-te, mas não te vi :( fica para uma próxima :)

    ResponderEliminar
  6. Que vibe tão boa me proporcionaste! O meu primeiro festival passou-se no sábado, no último dia do SBSR, e não poderia ter pedido por melhor! Que para o ano que vem tenhamos a oportunidade de viver experiências tão boas como estas!

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar

YOU are here. Thanks for that.

 
Designed by Beautifully Chaotic